quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Ruína

   Estava andando entre os destroços da quele nosso amor perdido, bagunçado pelo vento gelado que veio do sul, acho que era tão gelado a ponto de congelar teu coração, alias, nem sabia que você tinha um, fiquei surpreso.
   Te encontrei com um cara misterioso, fiquei em um canto só observando, e era ele, aquele que vai te levar para um poço sem fundo. Juro que não te entendo. Vai sofrer ainda mais, pelo menos isso mostra que tem no minimo algum sentimento dentro desse teu coração impenetrável.
   Lembro do dia em que estraguei a minha vida, o dia em que te vi naquela praça sentada no banco ainda inteiro, sem marcas de vândalos, com um café e um cigarro ocupando suas duas mãos, e um livro no colo. Sentei ao seu lado, pois era meu banco preferido. As melhores brisas nunca deixam a praça sem antes passar por ele.
   Começamos a conversar, em apenas algumas palavras soltas pela sua boca vermelha pude notar o quanto era inteligente, uma verdadeira filosofa, ou não.
   Estávamos tão embalados em um conversa prazerosa, lembro da parte que me fez se apaixonar não só pela sua aparência, e sim pela sua inteligência, você esqueceu completamente do cigarro e começou a falar  "por que o homem tem a necessidade de desvendar os mistérios da vida, sendo que é eles que nos faz imaginar mil e uma possibilidades, ver que nem tudo esta perdido? Então vem um filho da puta e nos joga da cruel realidade falando que unicórnios não existem".
   Se quiser parar no fundo do poço com este homem não posso fazer nada, mas fique sabendo que se sentir falta dos meus braços sou capas de ajuntar todos esses destroços e transformar novamente em uma casa. Meu amor ainda esta entre entulhos do que um dia a gente viveu.

4 comentários:

  1. Ótimo texto, com uma escrita boa de ler e personagens legais.

    Adoro seus textos, de verdade.

    Beijos,
    Mariana.

    ResponderExcluir
  2. As lembranças que nos marcam de alguem nunca são esquecidas e sempre nos fazem dispostos a reconstruir um amor.
    Amei o texto!
    Beijos :**

    ResponderExcluir