sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Droga

   Aqui estou eu, novamente de mascara, escondendo minhas origens, escondendo quem realmente sou. 
   Aqui estou eu, novamente sangrando, por não poder gritar ao mundo. 
   Aqui estou eu, novamente chorando, pois agora a mascara grudou em meu rosto.
   Merda de dependência, merda de pessoa que sou, deveria ser verdadeira com as pessoas. Deveria?
   Hoje pelo que vejo é comum ser falso, então participo do comum, mas sei que há pessoas fazendo a diferença, deposito toda a minha esperança nelas...
   Aqui estou eu, com mascara e a dependência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário