terça-feira, 14 de setembro de 2010

A angustia da esperança...

   Escorre no chão a água da chuva, que lava todas as impurezas da rua... entrei debaixo da quele chuveiro gigante, para que de uma forma desesperada tirasse as minhas angustias, mas nada adiantou, a chuva escorreu sobre meu corpo, e elas continuaram lá intactas. 
   Mais um motivos para não acreditar em magia, ela nunca funciona comigo, mais um motivo para não acreditar na vida, ela nunca é bondosa comigo...
   Não consigo mais olhar para o céu, apenas olho para o chão, esperando que esperanças sejam que nem flores que nascem da terra que esta debaixo dos meus pés.

Nenhum comentário:

Postar um comentário